Bom, como podemos ver, já se passou um semestre inteiro e nem nos damos conta disso. Ao menos dele conseguimos tirar grandes aprendizados e experiências. Tentamos aplicar tudo oque já sabemos e o que aprendemos recentemente neste semestre no trabalho interdisciplinar com o maior de nossos esforços, principalmente quando se fala em virar uma noite sem dormir, mas mesmo assim valendo a pena. O resultado final do projeto interdisciplinar é reflexo da união e familiaridade que o grupo possui dês de o primeiro semestre do curso de Design de Games, mas que também consegue aderir novos integrantes que fazem grande diferença.
Ao final da parte teórica, dividimos em partes todas as artes que estariam no jogo. Separamos em arte gráfica, animações, sons e programação as tarefas a serem feitas. Separando cada tarefa para o integrante com maior aptidão para a mesma.
Minha tarefa foi selecionar ruídos sonoros para colocar na parte sonora do jogo e criação dos cenários. Em vista do nosso jogo que é praticamente baseado na música e dança, não foram necessários muitos elementos sonoros desta área. Em relação aos cenários criados, foi necessária a representação quase fiel dos cenários que são mostrados em alguns filmes dos personagens “chefes” das fases, ou sua representação do seu estilo nos elementos espalhados pela fase.
Com isso agilizamos o processo de produção e finalização do projeto.
Agradeço a todos os integrantes do grupo e a todos os professores que colaboraram para a criação e realização deste trabalho.

Anúncios

Jogo

17/06/2009

É… Cade o jogo? Pois é! Seeeem jogo no blog!

Como o jogo ainda possui alguns bugs e coisas pra melhorar, decidimos só postar ele no blog quando ele estiver completo!

Então… Até! ho ho ho…

Como responsável pela criação dos personagens, posso dizer que (apesar de trabalhoso) desenhar os personagens e elementos do jogo foi muito satisfatório. Acho que a meta do grupo em relação aos personagens foi atingida e tenho orgulho de olhar para os personagens e ver que cada um deles possui “personalidade”, chamando a atenção por motivos variados. Eu não chego ao nível da Mrs. Potter (que batia papo e dava bronca nos seus personagens), mas acho que posso dizer que tenho um apego muito grande por eles depois de tanto tempo desenhando sem parar. Arrisco a dizer que vou continuar desenhando Zacarias por ai (do mesmo jeito que faço com os personagens dos projetos anteriores).

Diferente dos inters passados, meu estilo de desenho usado está um pouco diferente. Optamos por alongar os personagens (usando um pouco a banda Gorillaz como referência) para poder mostrar melhor a movimentação dos personagens.

A tipografia foi uma parte simples comparando com os desenhos (mas só comparando mesmo, porque demorou pacas…), já que optamos por utilizar uma mistura de fontes prontas e letras feitas a mão por minha pessoa. Na intro (xodó do grupo) desenhei as letras tortas tentando enfiá-las entre as imagens, para dar a impressão do caos existente no conto.

Acho justo agradecer a minha namorada por ser compreensiva nos momentos em que (CONTRA A MINHA VONTADE) troquei ela pelo Zacarias… Valeu, Fê! ^^

Acho que é isso e semestre que vem tem mais. Beeeem mais (um por todos e todos por inter)…
Vida longa e próspera, nerds!

Primeiramente criamos o roteiro, nos preocupamos em contar a história com a menor quantidade de quadros possível. Revisamos o roteiro diversas vezes até chegar num ponto em comum com as idéias dos outros membros do grupo.
O storyboard sofreu mudanças mesmo após termos concluído o roteiro por questão de melhor posição do personagem em relação a câmera. Foi diminuindo também a quantidade de quadros inicial do roteiro, pois estava longa demais para uma introdução.
O menu do jogo teve uma interface divertida, pois os botões foram animados de acordo com a interação do personagem ao manter o mouse sobre o mesmo. Ela foi feita para dar a idéia de festa e movimentação, que é uns dos pontos fortes do jogo.
As danças foram escolhidas com cautela e analisadas para o uso no jogo e sua adaptação para a jogabilidade. As principais características dos passos de cada dança foram mantidas para quem jogasse, conseguisse lembrar do dançarino dessa dança. A animações do Zacarias tiveram suas adaptações para que ele não lembrasse nem um “zumbi” ou alguem vivo de verdade, uma espécie de meio termo.
A capa do DVD teve a mesma paleta de cores usadas no menu do jogo para manter a harmonia entre os 2, alem de ter referências das cores do Halloween. A iluminação da capa da frente foi feita para dar a idéia de discoteca. O cartaz seguiu a mesma idéia da capa para todos terem a mesma linguagem.

Wesley de Souza Goiano & Fauzi de Ungaro Abdala

Só tenho uma coisa a dizer, RELAXEM QUE EU “DESBUGO” O JOGO, mas não é pra já, eu gostei bastante dos comentarios pós-apresentação pois mesmo com uma mecânica “simples”, conseguimos chamar atenção do publico com as animações e as músicas, a melhor parte é que mesmo não tendo o jogo 100% (me refiro aos Bugs) conseguimos mostrar que o nosso sistema é possivel, só precisariamos te apertado mais o passo (principalmente com a minha parte) e estaria sem erros, e com muita gente feliz por ter testado o jogo.

Obrigado a quem gostou do jogo.

Rodrigo Escabros Barreto

Ps.:O jogo se encontra em http://www.discozdance.xpg.com.br

Apresentação do Game.

Estamos no fim do semestre e é chegada a grande hora da apresentação. Todos correndo por meses, dores de cabeça, cafezinho para não dormir e até música para relaxar… Assim foi esse ultimo mês. No final das contas deu tudo certo, mesmo com alguns pequenos bugs, conseguimos terminar o game a tempo da apresentação. O melhor é que todos gostaram, riram e sorriram para o game (Sim, Zacarias é uma boa pessoa!). Gostaria de deixar aqui o meu muito obrigado a todos os professores, amigos e pessoas que deram aquela força, especialmente para o pessoal do grupo, já é o terceiro semestre de convívio, amizade e união, posso dizer com orgulho que somos uma família que aprendeu e aprende diariamente uns com os outros. É isso ai galera, semestre que vem começaremos com animação em 3D, seguraaaaaaaa.

O processo de criação dos sons.

Assim como o som, as músicas seguem a idéia de fazer uma re-leitura mais atual sobre trilhas sonoras de filmes de dança que fizeram sucesso nas décadas de 60 a 80 entre os jovens. O engraçado é que para a geração mais antiga que conheceu os artistas, suas músicas e os passos da época, o game pode soar bem nostálgico. Já para o publico da geração mais atual, tudo isso pode ter uma cara mais “trash” e “cômico”, gerando reações adversas. Outra coisa, tivemos todo o cuidado para que as músicas não soassem tão eletrônicas, já que elas foram produzidas em programas de produção musical voltada para a música eletrônica em geral como o Ableton Live 7 e com o auxilio de alguns Vsts (instrumentos virtuais) e um controlador midi, conseguimos atingir a sonoridade desejada, que era a mistura de um som mais quente e analógico possível (instrumentos reais) com algo que remetesse a nostálgica era dos 8 e 16 bits, mas sem ficar com som de balada, o famoso “puts-puts”. Segue abaixo mais 1 som do jogo que foi usado como intro, espero que gostem.

Músicas!

08/05/2009

Pessoas!

Nosso integrante responsável pelas músicas do jogo está produzindo!

As músicas serão caracteristicas dos períodos representados nos cenários e estão sendo feitas com uma mistura de 16-bits (músicas irritantes e simples dos video games mais antigos) e músicas atuais (mas sem o irritante “puts puts” das baladas).

Esse estilo foi escolhido por três  razões: a simplicidade de confecção do formato, o tamanho pequeno (já que o jogo deve ser jogado na internet) e para combinar com o estilo visual do jogo, que é simples e estranho.

Aqui vocês podem ouvir uma das músicas! Não direi qual é o nome dela para ver se conseguimos atingir o propósito de fazer vocês reconhecerem a criatura!

Namasté and Good luck!

Enquete!

19/04/2009

Coleguinhas amendobobos do saber, mostrem o seu verdadeiro poder sobre nós e ofereça-os a valente capivara que aceitou esta missão, VOTEM!!!

 

Organizações Capivara agradece.

Good luck and Namasté.

Nesse cast, Senhora Marocas, Fori 10, Ruivo, Tiuzão, Noa e Mirage discutem o conto “Pirotécnico Zacarias”, mostrando que Zacarias não é só um corpinho bonito!

Lembrando que é recomendável ler o conto antes de ouvir o cast para poder acompanhar os raciocínios (mas também não prometemos nada) e também que nenhum animal foi muito ferido durante as gravações do cast.

Gostaria de agradecer a alguém que teve a paciência de ficar me esperando (por mais de 5 horas num sábado a noite) conseguir decifrar algum método de upar de uma vez por todas o cast. Obrigado pela paciência!


 
Download do Capivaracast 002 A!